Buscar
  • VB Gestão

Efeito tesoura


Mas o que é efeito tesoura?


É quando a necessidade de capital de giro ultrapassa o capital de giro em si, ou mais coloquialmente, é quando não se tem dinheiro o suficiente para pagar as despesas necessárias para a venda dos seus produtos.


Um exemplo muito emblemático que vivemos foi em um projeto de Reestruturação Financeira em uma Indústria da Construção Civil que estava com graves problemas de fluxo de caixa. Eles possuíam um cliente responsável por quase 25% do faturamento e chegou determinado momento em que a empresa não conseguia mais atender esse cliente pelo simples fato de que não possuía caixa o suficiente para pagar os fornecedores da matéria-prima necessários para produzir o pedido, na medida em que os prazos de recebimento desse pedido eram maiores que os prazos de pagamento dos fornecedores.


 Isso é o efeito tesoura, na prática. Mas como isso acontece?

Entre muitos fatores, um dos que se destaca é a falta de cuidado de um indicador muito importante para as empresas, o NCG, ou Necessidade de Capital de Giro. Quando se pensa no NCG em relação ao Ciclo Financeiro, é o cálculo dos Prazos Médios de pagamento e recebimento.

Se o prazo de pagamento das suas contas for menor que o de recebimento das suas vendas, você tem um problema.

Se ele ainda não apareceu, vai aparecer! Se no 5º dia útil você precisou antecipar recebíveis para pagar o salário de seus funcionários, isso provavelmente já acontece!


Como eu posso melhorar isso?


Nesses casos, temos 3 (três) dicas para dar.


Primeira e a mais óbvia: tente “encaixar” seu caixa. Isso mesmo! Tente alongar seus prazos de pagamento, principalmente dos fornecedores de matéria-prima, ou, se você trabalhar na indústria de serviços, dos seus custos de serviços prestados – se você for uma empresa de Consultoria, por exemplo, tente alocar o pagamento dos seus custos com Consultores perto do recebimento dos projetos.


Segunda: diminua seus prazos de recebimento. Porém, apenas se você não for perder vendas, POR FAVOR! Você tem que saber se os seus clientes estariam dispostos a comprar com um menor prazo, negocie com eles, se for o caso, explique a situação de forma clara e objetiva e tente ganhar esses dias a menos para seu caixa. Uma ideia boa é oferecer descontos para compras à vista, MAS, cuidando sempre das margens para não "pagar para trabalhar".


Terceira: se você não conseguiu aumentar seu prazo com seus fornecedores atuais, vá atrás de outros fornecedores. Abra concorrência com outros fornecedores que possam te fornecer o que é necessário para entregar sua oferta. Obs.: atente para não perder qualidade nesse processo! Porém, abra seu leque.


Com esses 3 passos, com certeza sua empresa sairá desse efeito tão indesejado dentro das organizações, que podem levar à grandes crises! Esperamos ter ajudado.


OBS: Existe outro problema de fluxo de caixa que às vezes pode ser confundido com o “efeito tesoura”, que não é da decorrência do ciclo financeiro e nem das margens dos produtos, e sim do “inchaço” da operação das empresas.


Saiba como podemos te ajudar, entre em contato pelo

(51) 99243-1221 ou contato@vbgestao.com.br

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo